Aids – Guia Completo da Doenças – Veja as Causas e os Sintomas

A Aids é uma doença crônica conhecida também como a Síndrome da Imunodeficiência Adquirida. Quando uma pessoa é infectada pelo vírus do HIV o seu sistema imunológico enfraquece fazendo com que o corpo não tenha armas para se defender dos agentes maléficos que podem atacar o organismo.

Desse modo, os portadores de Aids podem adquirir outras doenças, como: toxoplasmose, pneumocistose, tuberculose, entre outros. A Aids pode ser fatal se o paciente não buscar o tratamento adequado.

A Aids não tem cura, nem vacina, a única forma de não ser tocado pelo vírus é a prevenção. O tratamento contra a Aids se mostra muito positivo, segundo o Ministério da Saúde, mais de 800 mil brasileiros possuem o vírus do HIV, no entanto, cerca de 300 mil pessoas não realizam o tratamento mesmo sabendo que têm a doença.

Causas da Aids

hiv

Estima-se que o vírus do HIV tenha surgido pela primeira vez nos anos de 1920, entretanto, ele só foi identificado em 1981, no estado da Califórnia, quando alguns jovens homossexuais tiveram suas vidas perdidas pela pneumonia rara, caso em que foram notados problemas no sistema imunológico.

Depois disso, outras mortes vieram à tona com características parecidas, inclusive de artistas famosos em todo o mundo. Mas, foi somente em 1986 que criaram a Azidovudina, uma droga que retarda a propagação do vírus.

Até o ano de 2009, a Aids matou mais de 25 milhões de pessoas em todo o mundo, entretanto, foram lançados inúmeras formas de tratamento e campanhas de conscientização, para evitar a doença.

As principais causas de contágio da Aids são:

  • Relações sexuais desprotegidas;
  • Transfusão de sangue;
  • Recém nascido contaminado por mão com a doença;
  • Compartilhamento de agulhas;
  • Reutilização de objetos perfurantes com sangue contaminado.

A Aids não escolhe as vítimas, qualquer pessoa pode se contaminar com o vírus HIV, portanto a prevenção é  a única forma de evitar a doença.

Sintomas da Aids

aids

É importante salientar que a denominação de uma pessoa com soro HIV positivo não é a mesma coisa de quem possui Aids, pois existem pacientes que vivem por anos sem apresentar nenhum sintoma porque não desenvolveram a doença. No entanto, essas pessoas podem transmitir o vírus para outras pessoas.

Depois que uma pessoa foi contaminada, pode levar semanas para que o vírus se manifeste – há alguns registros em que mesmo após anos de infecção o indivíduo não desenvolveu a doença. O curioso é que o organismo humano leva de 30 a 60 dias para produzir anticorpos para o HIV.

Os primeiros sintomas podem variar muito de pessoa para pessoa e também conforme a fase da Aids, confira, a seguir.

Sintomas Aids – Fase sintomática inicial

  • Cansaço em excesso;
  • Candidíase oral;
  • Febre;
  • Diarreia;
  • Perda de peso não intencional;
  • Sudorese noturna;
  • Gânglios nas axilas, pescoço e virilha;

Sintomas Aids – Fase Aguda

  • Perda de peso sem fazer nenhum tipo de dieta;
  • Problemas gastrointestinais (náuseas, vômitos, diarreia);
  • Dores musculares e nas articulações;
  • Febre, faringite e infecção nos gânglios linfáticos;
  • Dores de cabeça;
  • Feridas na boca e nas partes genitais;
  • Fadiga e mal estar em que a pessoa fica aparentemente doente.

Tratamento da Aids

aids proteção

O primeiro passo é o diagnóstico da Aids, sendo um médico infectologista quem realiza os exames e testes necessários para saber se a pessoa está infectada.

O médico avalia o estado de saúde geral da pessoa, antes de indicar qualquer tratamento, pois é importante que os pacientes tenham ciência de usar os recursos de maneira ininterrupta, para que o vírus não se torne resistente.

No Brasil, o coquetel anti- Aids é fornecido de forma gratuita pelo Sistema Único de Saúde ( SUS), o composto é um mix de 22 medicamentos, que são dividas em 5 tipos, confira:

  1. Inibidores não nucleosídeos da transcriptase reversa: Nevirapina, Etravirina, Efavirenz;
  2. Inibidores nucleosídeos da transcriptase reversa: Tenofovir, Abacavir, Didanosina, Zidovudina, Estavudina, Lamivudina;
  3. Inibidores de fusão: Enfuvirtida;
  4. Inibidores de Protease: Saquinair, Tipranavir, Tazanavir, Fosamprenavir, Darunavir, Ritonavir e Lopinavir;
  5. Inibidores de Integrase: Raltegravir.

O tratamento da Aids deve ser contínuo e o paciente precisa de acompanhamento médico pelo resto da vida. Somente o profissional pode avaliar a adaptação do organismo durante a ingestão dos medicamentos.

Como evitar a Aids

Para evitar o contágio com o vírus da Aids, o único meio é a prevenção. Por isso:

  • Use preservativo nas relações sexuais;
  • Não compartilhe seringas e objetos perfurantes, como alicates na manicure;
  • Faça uso de espermicidas à base de nonoxinol 9, no caso das mulheres;
  • Não tenha contato com sangue ou secreções de pessoas contaminadas;

É importante salientar que pessoas saudáveis podem perfeitamente conviver com pacientes com Aids. O vírus não é transmissível pelo do beijo, carinho, talheres e espaço físico.

Compartilhe essas informações e incentive a conscientização das pessoas na prevenção da Aids!


Ajude a melhor ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply