Angiografia – Como funciona? Tipos e Quem deve fazer

A angiografia é um exame feito para diagnosticar diversos problemas relacionados aos vasos sanguíneos. É feito em várias partes do corpo, dependendo do que pretende-se observar. Durante o procedimento, é feita a aplicação de um cateter na artéria e de contraste para que os médicos possam observar o que há de errado.

Conheça mais sobre o angiograma, como também é conhecido. Veja como é o procedimento, saiba para que é usado e quais os cuidados deve-se tomar antes e depois de realizar esse exame:

O que é angiografia?

Angiografia

A arteriografia, como também é conhecida, é um exame realizado para averiguar a saúde dos vasos sanguíneos e artérias. É uma técnica de imaginologia, ou seja, o resultado é obtido por imagens, que permitem ver o interior das artérias. Nesse exame pode-se diagnosticar várias doenças, como aneurismas ou arteriosclerose.

As imagens são obtidas com a ajuda de um cateter ou agulha aplicados no interior da artéria. Feito isso, é injetado um agente de contraste radiopaco, pois somente assim será possível visualizar se há problemas nas veias e artérias. O exame é feito por um radiologista intervencionista.

A angiografia só é solicitada por um médico quando há suspeita de alguma doença vascular, embolia pulmonar aguda ou trombo que se move. Outro motivo é observar se há um tumor hipervascularizado. No entanto, por ser um procedimento invasivo, só é realizado após serem feitos outros exames, como tomografia ou ressonância. Se esses não forem suficientes para o diagnóstico, o médico poderá solicitar a angiografia.

Tipos de angiografia

Esse exame pode ser realizado em várias partes do corpo, dependendo do que pretende-se observar. Podendo ser dos seguintes tipos:

  • Angiografia abdominal;
  • Angiografia aórtica;
  • Angiografia aorto-femoral;
  • Angiografia carotídea;
  • Angiografia cerebral;
  • Angiografia coronária;
  • Angiografia periférica;
  • Angiografia pulmonar;
  • Angiografia renal;
  • Angiografia torácica;
  • Angiocardiografia;
  • Arteriografia;
  • Linfografia;
  • Flebografia.

Para que serve a angiografia?

Angiografia

O exame é feito para diagnosticar problemas, falhas e doenças nos vasos sanguíneos em qualquer parte do organismo. Como dito anteriormente, é realizado em várias partes do corpo, dependendo do motivo.

A angiografia cerebral é feita no cérebro para diagnosticar problemas como aneurismas cerebrais, tumores no cérebro, coágulos que podem ou não provocar AVC, hemorragias ou estreitamento das artérias cerebrais.

Outro procedimento bem comum é o angiografia cardíaco. Como o próprio nome sugere, usa-se quando há suspeita de problemas no coração, como por exemplo alterações nas valvas cardíacas, defeitos congênitos, estreitamento das artérias do coração, alterações da circulação sanguínea e verificar a presença de coágulos que podem ou não levar ao infarto.

O exame também verifica malformações do pulmão. Além disso, a angiografia pulmonar observa aneurismas das artérias pulmonares, hipertensão pulmonar, embolia e tumor.

Há ainda outra possibilidade não tão conhecida, que é a angiografia ocular. Nesse procedimento é diagnosticado retinoplastia diabética, degeneração macular, presença de tumores e coágulos.

Cuidados antes e depois do exame

Durante o exame será aplicada anestesia local e em alguns casos remédios calmantes. Por isso é preciso ficar em jejum de cerca de 8 horas. Dependendo da situação, há alguns medicamentos que devem ser tomados entre 5 e 2 dias antes do exame. Se o paciente já faz uso de algum medicamento, deverá informar o médico com antecedência e o profissional que irá realizar o exame.

Após o exame, o paciente também deverá que seguir alguns cuidados, já que é um procedimento invasivo. As próximas 24 horas é preciso fazer repouso. Não é permitido realização de atividades físicas e, medicamentos só devem ser ingeridos se o médico liberar. Nunca vá fazer uma angiografia sozinho, opte pela companhia de alguém de sua confiança, principalmente para dirigir.

Riscos da angiografia

Apesar de ser um exame invasivo, há poucos riscos em realizar a angiografia, principalmente após tantos avanços tecnológicos no campo da medicina. O mais comum são reações alérgicas ao contraste usado. No entanto, o paciente poderá vomitar, caso não cumpra com as 8 horas de jejum. Existe o risco de um ataque cardíaco ou até um derrame. Essas complicações podem acontecer se o cateter remover algum coágulo ou depósito de colesterol da artéria que podem chegar até o coração, pulmão ou cérebro.

Há outros riscos, embora tenha poucas chances de acontecer, há possibilidade de sangramento no local onde o cateter for inserido. Em raros casos, o paciente poderá apresentar algum problema renal devido ao uso de contraste.


Ajude a melhor ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply