Remédios para combater a ejaculação precoce – Conheça!

Conheça os remédios indicados para combater a ejaculação precoce, como funcionam e para quem são indicados lendo esse artigo até o final.

A ejaculação precoce é o orgasmo prematuro do homem que acontece ao não conseguir controlar sua vontade de ejacular e acaba expelindo o esperma logo após a penetração ou até antes da relação sexual e só é um problema que precisa ser tratado quando passa a ser frequente.

A ejaculação precoce acontece principalmente na fase da adolescência por inexperiência, inibição diante da parceira ou parceiro e por medo do mau desempenho. Com o passar dos anos, a tendência é desaparecer, porém 30% dos homens carregam ou adquirem esse transtorno quando adultos com sérias consequências como: depressão, stress, disfunção erétil e perda de qualidade de vida.

Ejaculação Precoce

O que causa a ejaculação precoce?

A ejaculação precoce pode se apresentar de duas maneiras diferentes que são assim classificadas:

  • Primária – Impossibilidade de manter o coito que tem início na adolescência e se prolonga até a vida adulta;
  • Secundária – Quando a ejaculação precoce passa acontecer com constância na fase adulta.

A ejaculação precoce primária é resultado da ansiedade, do stress, problemas psicológicos e de ordem emocional, já na secundária somam-se outros diversos fatores que são divididos em psicológicos e biológicos.

Fatores psicológicos da ejaculação precoce secundária

  • Disfunção erétil;
  • Efeitos colaterais do uso de medicamentos psicotrópicos;
  • Problemas de relacionamento com a parceira ou parceiro;
  • Inabilidade mental para lidar com relações sexuais;
  • Distúrbios de atenção.

Fatores biológicos da ejaculação precoce secundária

  • Alterações do hormônio da tireoide;
  • Inflamação na próstata ou na uretra;
  • Fatores genéticos;
  • Desequilíbrio hormonal;
  • Aumento do nível de neutrotransmissores;
  • Problemas no sistema de ejaculação;
  • Problemas no sistema nervoso;
  • Doenças cardíacas;
  • Esclerose múltipla e outras doenças neurológicas;
  • Traumas cirúrgicos.

Contudo, a ejaculação precoce pode ser revertida através da psicoterapia com a participação da parceira ou parceiro e pelo uso de medicamentos.

Como funcionam os diferentes tipos de remédios para ejaculação precoce?

O remédio mais recomendado e usado são os antidepressivos que são inibidores seletivos da recaptação da seratonina que age sobre a quantidade do hormônio responsável por causar a ejaculação e a ereção.

Outros remédios usados no tratamento da ejaculação precoce são os relacionados aos tricíclicos que aumentam o volume de serotonina que bloqueia os neurotransmissores e trazem uma sensação insensibilidade ao pênis.

Também, são receitados antidepressivos e antipsicóticos que são bloqueadores centrais de dopamina que retardam a ejaculação pela ação sobre os neurotransmissores que estimulam o sistema nervoso central. Porém, seu uso pode ocasionar uma série de efeitos colaterais:

  • Vômitos;
  • Diarreia;
  • Sudorese;
  • Cogestão nasal;
  • Perda de sensibilidade na pele;
  • Erupções cutâneas;
  • Rigidez muscular;
  • Dor de cabeça;
  • Tontura;
  • Alucinações.

Remédios para combater a ejaculação precoce

Clomipramina

Antidepressivo que auxilia na manutenção e no retorno do curso natural da ejaculação, mas seu uso pode causar a falta de emoções e sensações pela diminuição da libido e do prazer. Esse medicamento também pode gerar reações alérgicas.

clomipramina

Portanto, seu uso deve ser indicado por um médico urologista que conheça quais são seus fatores de risco e quais as causas e sintomas de seu problema de ejaculação precoce.

Trazodona

A Trazodona que também é um antidepressivo é indicada para pacientes que apresentam quadro de alta ansiedade por agir exatamente em sua diminuição atua como um potente vasodilatador retardando e reduzindo a sensibilidade do pênis e o mantendo mais enrijecido.

Esse remédio só deve ser consumido antes de dormir por causar sonolência.

Paroxetina, Fluoxetina e Sertralina

Antidepressivos e ansiolíticos que diminuem as taxas de ansiedade e a vontade de ejacular.

Antidepressivos

E, Por terem efeito sobre a sensação e emoções é obrigatória apresentar prescrição médica para a sua aquisição.

Lidocaína ou Prilocaína

A Lidocaína e a Prilocaína são anestésicos que são vendidos em forma de spray para serem aplicados diretamente sobre o pênis para amenizar a sensibilidade e diminuir a vontade de ejacular.

A grande vantagem em usar esse medicamento está no fato de não expor o organismo a drogas que acarretam em efeitos colaterais muitas vezes bastante graves.

Pelo exposto, o indivíduo que sofre de ejaculação precoce deve se despir da vergonha e procurar um médico urologista e tomar o remédio indicado para deixar de fazer parte das estatísticas que apontam sua existência em 30% dos homens de todo o planeta.


Ajude a melhor ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply