Fluoxetina emagrece – Como funciona

A fluoxetina é uma medicação antidepressiva conhecida por ter como efeito colateral o emagrecimento. Ela é recomendada para o tratamento de algumas obsessões, depressão e ansiedade. Porém, apesar do emagrecimento poder ser um de seus efeitos, a medicação não é indicada para esse fim, já que em alguns casos, ela pode causar o resultado inverso e levar ao ganho de peso.

Fluoxetina

O princípio ativo da droga é o cloridrato de fluoxetina e ela é vendida com os nomes comerciais de Prozac, Fluxene, Verotinana ou Eufor 20. Mas qual é o motivo dessa substância levar ao emagrecimento em alguns casos?

Como ela age sobre o corpo

A droga é indicada para o tratamento de depressão, bulimia nervosa, e TOC (transtorno obsessivo compulsivo) e se trata de um ansiolítico. Ela atua no sistema nervoso central diretamente sobre o neurotransmissor conhecido como serotonina, responsável pelo bem-estar. Ela inibe a absorção desse hormônio pelo organismo. Os níveis de serotonina são controlados e elevados no corpo, melhorando os quadros de obsessões, depressões e ansiedades.

Por ter atuação direta no sistema nervoso, a utilização da medicação deve ser acompanhada por um médico. Ele será o profissional responsável por indicar a dosagem correta de medicação que deve ser utilizada, de acordo a avaliação clínica do paciente. É uma droga perigosa e sua indicação deve ser feita por profissional responsável e competente. Ainda mais por ser contraindicada para pacientes menores de 18 anos, que tenha alergia à fluoxetina, com histórico de convulsões, portadores de diabetes, com glaucoma ou pressão intraocular elevada.

Ela só pode ser comprada sob prescrição médica, já que apresenta diversos efeitos colaterais como: sonolência, diarreia, suor em excessivo, ansiedade, redução do apetite, redução de libido, falta de sensibilidade no pênis, sensação de falta de emoção, dor na garganta, tremores, boca seca, tonturas, alterações no ciclo menstrual, erupções cutâneas, urina escura, lentidão dos movimentos, dificuldade para concentrar ou raciocinar e alteração dos níveis de açúcar do sangue.

O produto realmente emagrece

A fluoxetina pode emagrecer, mas não é uma regra. O objetivo principal da medicação é a redução nos níveis de ansiedade e depressão. Por esse motivo, esse medicamento acaba contribuindo para a perda de peso em casos de compulsão alimentar, em que os quadros de ansiedade provocam a ingestão exagerada de alimentos. Sendo assim, o controle da ansiedade acaba tendo como resultado a redução do consumo excessivo de calorias. Nesse caso, a perda de peso é apenas uma consequência do objetivo principal do remédio.

Como todo ansiolítico e antidepressivo, o remédio aumenta a produção de serotonina, conhecida como hormônio do humor. Essa sensação de bem-estar induzida pelo medicamento pode reduzir a necessidade de ingestão de alimentos como compensação por crises de ansiedade e depressão.

Além disso, o uso contínuo do medicamento provoca outros efeitos colaterais que implicam na redução da ingestão de alimentos. A fluoxetina altera o paladar e leva à perda de apetite. Ao sofrer com esses efeitos, o paciente em tratamento passa ingerir menos calorias e pode acabar emagrecendo.

Fluoxetina

Apesar de alguns efeitos colaterais sugerirem a perda de peso como uma das consequências no uso contínuo da fluoxetina, o efeito pode ser contrário. Existem relatos de pacientes que sentiram o aumento do apetite. Ou seja, o paciente pode ganhar peso ou invés de emagrecer. Por esse motivo, a medicação não é recomendada para o tratamento do sobrepeso. Além de não ter sido criada para essa finalidade, o resultado da perda de peso não é um efeito garantido.  Ademais, a droga possui inúmeros efeitos colaterais e seu uso só será válido se os benefícios com a utilização do remédio superarem os efeitos adversos que ele pode trazer.

Quais as outras vantagens em seu consumo

Como vimos, o emagrecimento não é o objetivo da fluoxetina. Na verdade, é apenas um dos efeitos colaterais no uso do remédio ao tratar bulimias, depressões, ansiedades e obsessões. Então, o emagrecimento não é realmente uma de suas vantagens.

Os benefícios no uso do produto têm relação direta com a finalidade para a qual o medicamento foi criado:

  • O controle dos níveis de serotonina no organismo, equilibrando o humor do paciente e evitando crises de ansiedade;
  • Controle de doenças obsessivas e transtornos compulsivos;
  • Aumento da sensação de bem-estar e diminuição dos quadros depressivos.

Esses benefícios só serão atingidos com o uso correto da medicação, de acordo com a prescrição médica.


Ajude a melhor ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply