Hanseníase – O que é? Sintomas, Transmissão, Causas e Tratamento

A Hanseníase, conhecida popularmente como lepra, é uma doença infecciosa causada pela bactéria Mycobacterium leprae ou bacilo de Hansen. A doença não é hereditária e sua evolução depende de características do sistema imunológico do indivíduo que foi infectado. A infecção acomete os nervos periféricos e diminui a sensibilidade da pele, podendo acarretar sérias incapacidades físicas e em amputamentos.

Sintomas da hanseníase

Os sintomas da Hanseníase consistem em:

  • Caroços e placas em qualquer lugar do corpo;
  • Sensação de formigamento;
  • Fisgadas ou dormência nas extremidades;
  • Manchas brancas e/ou avermelhadas;
  • Perda da sensibilidade; e
  • Diminuição da força muscular.

Caso o tratamento não seja iniciado a tempo, os sinais podem evoluir para:

  • Cegueira;
  • Paralisia das mãos e pés;
  • Encurtamento dos dedos;
  • Úlceras crônicas; e
  • Perda de sobrancelhas.

o que é hanseníase

Causas

A contaminação pode ocorrer em consequência de práticas higiênicas inadequadas ou do contato íntimo com o portador sem tratamento.

Apesar de ser raro, há espécies de animais que carregam as bactérias e podem transmitir aos humanos, como o tatu, chimpanzé africano,macaco mangabey e macaco cinomolgo.

Como tratar

hanseníase o que éEspecialistas que podem diagnosticar essa doença são o clínico geral, dermatologista e infectologista. Ao chegar no consultório, dê o máximo de informações possíveis, como o que tem sentido, há quanto tempo e que tipo de medicamento tem feito uso.

O diagnóstico é essencialmente clínico e epidemiológico, realizado através do exame geral e dermatoneurológico. Esse último identifica lesões ou áreas de pele com alteração de sensibilidade e/ou comprometimento de nervos periféricos.

O tratamento é gratuito, fornecido pelo SUS (Sistema Único de Saúde) e pode variar de seis meses a um ano. Após a primeira dose da medicação é anulado o risco de transmissão durante o tratamento e o paciente pode voltar às atividades normais. O tratamento é via oral, composto pela associação de dois ou três medicamentos, o qual é denominado poliquimioterapia.

Embora o tratamento possa curar a doença e evitar o seu avanço, não há reversão quanto aos danos nervosos ou a desfiguração física que possam ter ocorrido antes do diagnóstico. Portanto, é fundamental que a doença seja diagnosticada o quanto antes.

Prevenção

É essencial que haja divulgação junto à população quanto os sinais e sintomas da Hanseníase, além da possibilidade de tratamento e cura através de todos os meios de comunicação e redes sociais. A prevenção da Hanseníase é baseada no exame dermato neurológico e a aplicação da vacina BCG em todas os indivíduos que dividem a mesma casa com o portador da doença.

Essa vacina é considerada obrigatória e deverá ser dada logo ao recém-nascido. Na hipótese de não ser possível, deverá ser aplicada no primeiro mês de vida.

A maneira mais indicada de prevenir a Hanseníase é manter o sistema imunológico forte, visto que assim o organismo conseguirá combater a bactéria na hipótese de haver contato com a mesma. Logo, indica-se que indivíduos assumam novos hábitos, como boa alimentação, higiene adequada e prática de atividades físicas.


Ajude a melhor ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply