Nefrologia – O que estuda? Exames, Procedimentos e Salários

A nefrologia é uma especialidade da medicina que trata problemas do sistema urinário, sobretudo nos rins.

O nefrologista é uma especialista clínico, cujo o profissional primeiro fez residência em clínica médica e se especializou em nefrologia. Por isso, ele atende somente condições de doenças nos rins, cujo não exigem intervenção cirúrgica, entretanto, o paciente necessita de acompanhamento clínico e medicamentoso.

O que analisa esse campo de estudo?

A nefrologia estuda e trata doenças do sistema urinário e relacionadas aos rins. É sabido que os rins são órgãos muito importantes no corpo humano, afinal, eles são os responsáveis pela eliminação das toxinas no sangue, regulação da pressão sanguínea  e o balanço químico dos líquidos do corpo.

Nefrologia

O médico especialista em nefrologia pode realizar o diagnóstico e tratar diversas doenças, como:

  • Cálculos renais;
  • Infecções urinárias;
  • Insuficiência renal;
  • Hemodiálises;
  • Acompanhamento pós transplantes de rins e câncer nos rins.
  • Prevenção de doenças renais;
  • Tratamento e diagnóstico de pressão alta;
  • Diagnóstico e tratamento de doenças renais aguda, crônicas e císticas.

Portadores de doenças nos rins ligadas a insuficiência renal que tem como causa a pressão alta e a diabetes devem ser acompanhados pelo nefrologista.

Exames e procedimentos comuns nessa área

O nefrologista solicita exames que avaliam a função renal, antes disso, o especialista faz um estudo dos sintomas do paciente. Mas, no geral, os procedimentos exigidos para conhecer a saúde do indivíduo envolvem:

  • Exame de creatinina;
  • Uréia;
  • Clearance creatinina;
  • Urina tipo 1;
  • Proteinúria de 24 horas;
  • Biópsia renal;
  • Ultrassom dos rins e vias urinárias.

Alguns desses exames comumente são solicitados por clínico geral em check up. No entanto, caso detectado alguma alteração, os pacientes são encaminhados ao nefrologista para prosseguir o tratamento.

Quanto ganha um Nefrologista?

Nefrologia

Um profissional dessa área pode atuar tanto no setor público como privado, sejam eles: Clínicas de hemodiálise, hospitais, consultórios, postos de saúde e etc.

O campo de atuação é amplo, segundo o CAGED do MTE, um especialista dessa área ganha em média nível de Brasil entre R$ 4100,00 a R$ 8,800.00 dependendo da região, isso levando em conta profissionais com carteira assinada no regime CLT.

Obviamente que esses valores podem mudar consideravelmente diante de mais horas trabalhadas e também de atendimento particular.

Como se tornar um médico nefrologista?

Para tornar-se um profissional nessa área, o indivíduo deve estudar Medicina, os primeiros 6 anos são destinados a Clínica Médica, posteriormente, é necessário realizar 2 anos de residência para várias áreas médicas, depois disso são mais 2 anos voltados a especialização em nefrologia. Um total de 10 anos de estudos.

O maior número de profissionais formados em Nefrologia se encontram no Sul e no Sudeste do País, cerca de 80 pessoas se formam anualmente nessa área.

Quando procurar um nefrologista?

Muitas pessoas confundem o Nefrologista com o Urologista, apesar de ambos trabalharem com questões ligadas aos rins, o Nefro é o profissional que realiza o diagnostico, trata e acompanha. Em contrapartida, o Urologista realiza as intervenções cirúrgicas, quando necessário.

É muito comum que ambos trabalhem em conjunto para assegurar mais saúde e qualidade de vida ao paciente.

Os sintomas que denotam que um indivíduo precisa procurar um especialista nessa área são:

  • Infecções urinárias de repetição, quando ocorrem mais de 3 vezes ao ano;
  • Mudanças no volume da urina;
  • Urina com muita espuma avermelhada;
  • Inchaços e edemas na região;
  • Cálculo renal mais de uma vez ao longo da vida;
  • Alterações no exame de sangue ( creatinina e minerais);
  • Incontinência urinária;
  • Pressão alta;
  • Dificuldades para urinar;
  • Urgência urinária;
  • Gotejamento urinário;
  • Enurese ( urinar na cama).

Alguns profissionais da área focam somente no atendimento infantil, onde lidam com crianças com mal formação no trato urinário e outras questões de saúde relacionadas aos rins.

Na maioria das vezes, os pacientes chegam até o Nefrologista por encaminhamento de outras especialidades como Clínico Geral, Endocrinologista e Urologista. No entanto, o próprio paciente pode requerer um acompanhamento de um profissional voltado aos rins quando perceber alguns sintomas citados acima.

Os principais fatores de  risco para doenças nos rins são pouca ingestão de líquidos, excesso de sal e  má formação do aparelho urinário. Não se pode deixar de citar que alguns condições como pressão alta e diabetes pode causar insuficiência renal.


Ajude a melhor ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply