Psiquiatria – O que estuda? Cursos, Salário, Exames e Procedimentos

A psiquiatria é uma especialidade da medicina que se dedica ao estudo, diagnóstico de doenças e distúrbios mentais, bem como ao tratamento de tais problemas, geralmente baseado na prescrição de medicamentos como antidepressivos, ansiolíticos e estabilizadores de humor.

O que analisa esse campo de estudo?

Psiquiatria

Trata-se de uma área que tem como foco o estudo da mente humana e os distúrbios que a acometem, como a depressão, ansiedade, transtorno bipolar, esquizofrenia, dependência química, entre outros.

O psiquiatra analisa casos de tais distúrbios, formula maneiras de tratamento e ajuda na melhora da qualidade de vida do paciente, indicando-lhe o uso de medicamentos ou terapias especiais.

Curiosamente, muitas vezes o psiquiatra atua em conjunto com o psicólogo (profissional responsável por realizar a psicoterapia) ou faz especialização em psicologia para aprofundar seus conhecimentos e linha de estudo / análise.

Quais são os exames e procedimentos mais comuns

Os exames e procedimentos frequentemente solicitados pelo psiquiatra funcionam como um complemento de diagnóstico de distúrbios mentais, ajudando a identificar se os problemas apresentados pelo paciente têm origem em alguma outra doença. De maneira geral, o profissional recomenda a realização de:

  • Eletroencefalograma;
  • Tomografia computadorizada;
  • Ressonância magnética;
  • Tomografia por emissão de pósitrons;
  • Dosagem hormonal (por exemplo, TSH, T3 e T4).

Além de ter como fim o diagnóstico, esses e demais exames podem ser indicados para verificar se o paciente pode fazer tratamento medicamentoso sem apresentar reações adversas ou comprometimento de outras habilidades físicas.

Psiquiatria

Quanto ganha um profissional dessa área

A média salarial nacional de um psiquiatra é de R$ 6 mil por mês. Esse valor pode variar de acordo com fatores específicos, como região em que o profissional trabalha, carga de atendimento e tempo de experiência.

Psiquiatras mais experientes geralmente ganham mais. Além disso, profissionais com especialização na área tendem a ter um salário melhor, por isso é importante continuar estudando após a formação.

O profissional pode trabalhar tanto em hospitais, clínicas especializadas e consultórios, bem como no segmento público como concursado, opção que geralmente atrai os psiquiatras pela estabilidade que oferece.

Como tornar-se um psiquiatra?

Vale lembrar que a psiquiatria é uma especialidade médica, portanto, para ser um psiquiatra é necessário estudar medicina e depois fazer uma especialização na área.

O curso de medicina possui duração mínima de seis anos e é oferecido por universidades públicas e particulares em tempo integral, demandando grande dedicação do aluno.

Assim que faz o período geral e obrigatório de seis anos, o aluno precisará cursar a especialização em psiquiatria, que em alguns cursos e universidades são chamadas de “residência”.

A especialização / residência em psiquiatria dura cerca de três anos e prepara o aluno para atender pacientes, analisar, diagnosticar e tratar distúrbios mentais com precisão.

Curiosamente, a especialização em psiquiatria costuma variar a carga horária diária, isto é, não é integral como no curso de medicina, o que permite que o aluno trabalhe e entenda como o mercado funciona.

Psiquiatria

Como é o mercado de trabalho?

O psiquiatra pode realizar atendimento clínico em hospitais, clínicas e consultórios, bem como trabalhar em empresas, especificamente na orientação de seus funcionários.

Existe, ainda, a possibilidade de trabalhar na área jurídica, no acompanhamento de processos envolvendo menores de idade e pessoas diagnosticadas com distúrbios psiquiátricos.

Vale ressaltar que a profissão de psiquiatra é regulamentada por lei e que para atuar no segmento é necessário, além da formação, ter registro na Associação Brasileira de Psiquiatria ou no Conselho Regional de Medicina.

Quando procurar um médico com essa especialização?

O psiquiatra deve ser procurado em situações pontuais. Confira, a seguir, quais são elas:

  • Mudanças de humor frequentes, especialmente quando há dificuldade de controlar as emoções;
  • Constante dificuldade para dormir, provocando cansaço e baixa no desempenho em atividades básicas;
  • Alterações no apetite, como ausência de fome ou compulsão alimentar;
  • Dificuldade de se livrar de hábitos ou do consumo de substâncias químicas, o que é um indicativo de válvula de escape de outros problemas;
  • Tristeza e pensamentos negativos frequentes, que levam à estagnação e despertam ideias suicidas ou de autolesão.

É possível encontrar bons psiquiatras em hospitais (no caso de pronto atendimento), clínicas e consultórios particulares. Se quiser se assegurar da excelência do profissional, verifique se ele possui registro na Associação Brasileira de Psiquiatria ou no Conselho Regional de Medicina de seu estado.


Ajude a melhor ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply