Remédio caseiro para menopausa

A menopausa costuma ter início por volta dos 50 anos. Ela causa sintomas desagradáveis como ondas de calor, oscilação de humor, fadiga, ganho de peso, problemas para dormir, perda da concentração, perda libido e secura vaginal. Essa fase é caracterizada pelo fim da fertilidade da mulher. Os sintomas decorrentes dela são causados pelo desequilíbrio na produção dos hormônios estrógeno e progesterona. O combate a esses sintomas é feito à base da reposição hormonal, mas algumas receitas de remédios caseiros para menopausa podem auxiliar o tratamento.

Óleo de semente de linhaça

A semente de linhaça é rica em ácidos graxos, além de possuírem ômega 3, vitamina A e sais minerais capazes de proporcionar a melhora do sistema circulatório e cardíaco. Não bastasse isso, a linhaça apresenta uma substância chamada de lignana. Ela age como um fitohormônio e funciona como um estrógeno natural capaz de auxiliar o equilíbrio hormonal e reduzir os efeitos do indesejados da menopausa.

Óleo de linhaça

O óleo da linhaça pode ser usado em saladas ou consumido puro. Uma colher todos os dias já é o suficiente para trazer os efeitos desejados.

Chá de amora

A amora é conhecida por sua ação no combate aos sintomas da menopausa. Melhorando o ressecamento, irritabilidade e problemas de memória. Ela é rica em antioxidantes e flavonoides, atuando como um fitohormônio que regula a produção de estrógeno e melhora os efeitos da menopausa. A receita para o chá é simples, basta despejar 1 litro de água fervente em 5 ou 10 folhas de amora. Deixar agir por uns 5 minutos. Coe e consuma uma colher de sopa por dia.

Leite de sojas

O leite de soja possui isoflavonas. Elas são fitoestrógenos que agem no organismo em substituição ao hormônio. Essa reposição natural do estrógeno proporciona a redução de sintomas como os desconfortáveis fogachos. Para ter os efeitos desejados na reposição natural com isoflavonas, basta consumir de 1 a 2 xícaras de leite de soja por dia.

Leite de Soja

Chá de verbena

Essa planta é bem conhecida por suas ações antidepressivas e para digestão. Porém, o chá das folhas de verbena pode servir como um bom regular de humor, ajudando a eliminar um dos sintomas causados pela chegada da menopausa.

O chá pode ser preparado acrescentando água fervente em cerca de 50 gramas de folhas da planta. Antes de consumir, coe o chá e bebe ao menos três vezes ao dia.

Suco de maracujá com lecitina

As propriedades calmantes do maracujá são benéficas para diminuir a irritabilidade causada pela menopausa. Enquanto a lecitina da soja atua repondo naturalmente os hormônios por ser um fitohormônio. Reduzi as ondas de calor, os suores noturnos e as alterações de humor. Mas atenção, esse suco não é recomendado a mulheres com pressão baixa.

Suco de maracujá com lecitina

Para fazer o suco, misture em um liquidificador 2 folhas de couve, ½ colher de lecitina da soja, a polpa de 1 maracujá, 3 copos de água e mel para adoçar. O suco pode ser ingerido três vezes diariamente.

Suco de tomate

O tomate possui hormônios vegetais assim como a lecitina da soja. Eles têm a capacidade de regular os hormônios naturalmente e reduzir os sintomas da menopausa.

A receita do suco consiste em 4 tomates maduros, ½ xícara de chá de água, folhas de manjericão, suco de limão, 1 pitada de sal. Se quiser, pode adicionar molho de pimenta. Misture todos os ingredientes e beba. Recomenda-se a ingestão de 200 ml do suco duas vezes ao dia.

Chá de ginkgo biloba

Essa planta regula os níveis hormonais, melhorando os sintomas da menopausa causados pela produção irregular de estrógeno e progesterona. Também é ótimo no combate às oscilações de humor e diabetes. Além de aumentar o metabolismo do organismo auxiliando no controle de peso.

Chá de ginkgo biloba

O preparo do chá é feito ao adicionar água fervente em uma colher de chá das folhas secas da planta medicinal. Deixe agir por cerca de 10 minutos. Depois de coar é só beber e aproveitar os benefícios do chá.

Apesar de serem excelentes formas para auxiliar o tratamento da menopausa, não deixe de procurar orientação médica. Somente o especialista pode realizar o diagnóstico correto e indicar os melhores tratamentos. Além disso, essa fase aumenta a incidência de problemas cardíacos e circulatórios e, por isso, o acompanhamento médico é extremamente importante.


Ajude a melhor ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply