Remédios para ansiedade: quais são os mais usados? Veja aqui.

A ansiedade é um distúrbio mental com alta incidência entre os brasileiros. De acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde), mais de 9% da população nacional enfrenta esse problema.

Quem tem ansiedade vivência sensações de preocupação e medo de forma exagerada, chegando a causar impactos negativos em sua rotina ou na sua saúde física.

O ansioso deixa de realizar atividades básicas do seu dia a dia, além de ser mais suscetível ao desenvolvimento da depressão, fobia social e vivenciar sintomas como taquicardia e náusea.

Daí a importância de diagnosticar e tratar esse distúrbio mental: somente assim será possível garantir melhor qualidade de vida ao paciente. A seguir, saiba mais sobre a ansiedade e conheça os principais remédios utilizados para tratá-la.

Sintomas da ansiedade

Remédios para ansiedade: quais são os mais usados? Veja aqui.

A ansiedade gera uma série de sintomas que são fáceis de serem identificados pela observação, seja pelo ansioso ou por pessoas ao seu redor, que conhecem seu comportamento no dia a dia. O distúrbio geralmente provoca:

  1. Constante sentimento de tragédia, como se algo ruim estivesse prestes a acontecer;
  2. Preocupação exagerada com algo, a ponto de deixar de fazer atividades básicas;
  3. Pensamentos rápidos e confusos em vários momentos;
  4. Insônia frequente;
  5. Dor muscular e de cabeça, que evolui para enxaqueca;
  6. Náusea e vômito;
  7. Problemas gastrointestinais, como dificuldade de digestão ou empachamento;
  8. Falta de ar;
  9. Taquicardia e palpitações;
  10. Fadiga;
  11. Elevado grau de estresse;
  12. Irritabilidade;
  13. Inquietação;
  14. Dificuldade de concentração;
  15. Transpiração excessiva.

Qual especialidade médica consultar?

Essencialmente, dois profissionais são aptos para diagnosticar e tratar a ansiedade, o psiquiatra e o psicólogo. A principal diferença entre eles está no método de tratamento adotado.

O psiquiatra costuma indicar um tratamento que combina a psicoterapia e a utilização de medicamentos. Inclusive, somente ele pode receitar fármacos específicos para ansiedade ao paciente.

Já o psicólogo adota um método mais simples, porém igualmente eficaz, com a realização de psicoterapias para mudança do comportamento do paciente, ajudando-o a acabar com a ansiedade.

Caso o paciente vivencie uma crise e tenha sintomas físicos intensos, porém não encontre facilmente um psiquiatra ou psicólogo, ele pode se consultar com um clínico geral.

Neste caso, o clínico geral somente indica medicamentos para controle dos sintomas físicos proporcionados pela ansiedade e encaminha o paciente para um especialista, para fazer um tratamento mais efetivo e pontual do distúrbio.

Tratamento para ansiedade

Há três tipos principais de tratamento de ansiedade e cabe ao médico responsável pelo caso analisar o quadro do paciente e indicar aquele que melhor se adequar ao seu perfil. É possível que seja recomendada:

Terapia

A terapia tende a ser indicada tanto para casos leves como complexos. São realizadas terapias cognitivo-comportamentais, que são específicas para mudar comportamentos e respostas emocionais do paciente.

Como a ansiedade está diretamente relacionada ao comportamento do paciente, esse tipo de terapia é bastante eficaz no tratamento do distúrbio mental, promovendo uma melhora em longo prazo.

Dessensibilização sistemática

A dessensibilização sistemática é um tratamento que expõe o paciente a seus medos para que consiga superá-los. Ainda que seja eficaz, essa modalidade não costuma ser muito indicada para casos mais complexos, para não gerar o risco de agravamento da ansiedade.

Utilização de remédios

O psiquiatra pode recomendar de um ou mais medicamentos, que devem ser utilizados de seis meses a um ano, dependendo do caso. Mas, existe a possibilidade de o profissional indicar um período e posologia personalizados, para melhor atender o paciente.

Principais remédios para ansiedade

  1. Ansiolíticos: são remédios que atuam especificamente nos sintomas da ansiedade, amenizando-os. Entre os principais ansiolíticos receitados estão o Espran, Amitriptilina, Diazepam e Lorax;
  2. Sedativos: costumam ser recomendados quando o paciente tem insônia. Os principais são o Amytril, Haldol e Valix, por exemplo;
  3. Antidepressivos: tais medicamentos também são bastante eficazes no controle do humor e resposta emocional do paciente. O Citalopram, Sertralina e Fluoxetina costumam ser indicados;
  4. ISRS: esta sigla significa Inibidor Seletivo de Receptação de Serotonina, tipo de medicamento que também é capaz de controlar sintomas da ansiedade. Bons exemplos de ISRS são o Escitalopram e Paroxetina.

Vale lembrar que a automedicação não é indicada em momento algum. Portanto, caso identifique sintomas de ansiedade em você, procure um psicólogo ou psiquiatra, que são os profissionais habilitados a analisar o caso, fazer um diagnóstico e indicar o melhor tratamento a ser seguido.


Ajude a melhor ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply