Remédios para emagrecer – Lista dos 5 mais populares. Quando usar?

Quando se trata de emagrecer, nem todas as pessoas conseguem obter êxito apenas com reeducação alimentar e exercícios físicos. Para auxiliar essas pessoas no processo de emagrecimento, existem no mercado remédios emagrecedores que potencializam os resultados obtidos. Antes de escolher é preciso ter consciência que, nem todos são seguros, e os resultados podem variar de acordo com as especificidades de cada pessoa.

Abaixo confira a lista dos 5 mais populares remédios para emagrecer:

1 – Sibutramina

Um dos remédios mais indicados pelos médicos para quem deseja emagrecer, atua reduzindo o apetite e aumentando o gasto calórico. Os efeitos colaterais mais observados no uso de Sibutramina são insônia, dor de cabeça, prisão de ventre e boca seca. O medicamento não é indicado para quem apresenta doenças cardiovasculares, diabetes ou pressão alta.

A Sibutramina funciona como um inibidor de apetite, reduzindo a vontade de comer e aumentando o gasto calórico. É um dos remédios mais indicados para emagrecimento no mercado brasileiro.

Remédios para emagrecer: veja aqui quais os mais usados.

2 – Orlistat

É um medicamento que atua diretamente na absorção de gordura pelo organismo, reduzindo para cerca de 30% a quantidade assimilada pelo corpo. Quem toma esse medicamento e ingere muita gordura pode apresentar diarreias, devido à quantidade de gordura presente nas fezes.

Geralmente, é utilizado combinado com outros remédios para emagrecer. Portanto, o Orlislat é um medicamento que interfere na absorção de gordura pelo organismo, ao contrário dos demais citados, que interferem principalmente como inibidores da fome e agem com a produção de neurotransmissores. Esse é um remédio que  atua diretamente no sistema digestório, eliminando até 30% da gordura absorvida nas fezes.

Remédios para emagrecer: veja aqui quais os mais usados.

3 – Saxenda

Medicamento usado para tratar o diabetes, pois baixa os níveis de glicose no sangue, também é utilizado para emagrecer por reduzir o apetite, diminuindo a sensação de fome.

Não é um remédio usado via oral, mas sim de forma injetável.  O uso deste remédio pode provocar hipoglicemia ou pancreatite. O remédio só pode ser comprado nas redes farmacêuticas via prescrição médica.

Remédios para emagrecer: veja aqui quais os mais usados.

4 – Sertralina

É um remédio usado no tratamento da ansiedade, mas podendo ser usado também para quem deseja emagrecer. Seu uso é indicado para quem apresenta obesidade associada à depressão.

O uso de Sertralina pode causar compulsão alimentar, além de insônia, dor de cabeça, sonolência, boca seca, náuseas, diarreias e tonturas.

5 – Fluoxetina

O uso deste remédio para emagrecer é indicado para quem possui Transtorno de Ansiedade Generalizada (TAG) ou obesidade associada à depressão. O uso da fluoxetina pode provocar diarreia, dor de cabeça, insônia e náuseas.

Os remédios da família da Fluoxetina, Bupropiona e Sertralina, são antidepressivos utilizados em tratamentos para emagrecimento. Em seus compostos possui ativos que reduzem a compulsão alimentar, muitas vezes causada devido à ansiedade e a outros problemas de ordens psicológicas. Esses medicamentos, normalmente, atuam como coadjuvantes no tratamento para emagrecer. Quando estão acompanhados de algum quadro psicológico, seu efeito inclui a produção de serotonina e outros neurotransmissores.

E como detalhado, os efeitos colaterais causados são diversos, podendo incluir desde náuseas, fadiga, insônia, sensação constante de boca seca, até quadros mais graves de taquicardia ou hipertensão.

Remédios para emagrecer: veja aqui quais os mais usados.

Quando e como usar remédios para emagrecer

O remédios para emagrecer não devem ser a primeira opção para a redução de peso. O ideal é que a pessoa busque primeiro a mudança de hábitos, como reeducação alimentar e prática de atividades físicas regulares. Após essas tentativas, caso a pessoa não consiga êxito na redução de peso, aí sim o uso de medicamentos pode ser indicado, de acordo com a orientação de um médico.

Os remédios para emagrecer são indicados para quem apresenta Índice de Massa Corporal superior à 30, ou IMC acima de 27 para quem apresenta doenças metabólicas. O ideal é que os efeitos colaterais do uso dos remédios para emagrecer não superem os benefícios do uso para a redução de peso.

Qual médico pode receitar remédios para emagrecer?

Remédios para emagrecer: veja aqui quais os mais usados.

O ideal é consultar um Clínico Geral ou Cardiologista, para saber como está a sua saúde e o seu coração. Estando em boas condições, o médico deve indicar que seja consultado também um nutricionista ou nutrólogo, dependendo da sua necessidade. O excesso de peso pode estar associado a hormônios, neste caso o médico encaminhará para um endocrinologista, que é o especialista capaz de indicar algum remédio para emagrecer.

Caso seja identificado algum fator de ansiedade, o Clínico Geral encaminhará para um consulta com um psiquiatra, que também poderá indicar remédios para emagrecer, de acordo com a sua necessidade.

Para a comunidade médica em geral, os remédios para emagrecer são aconselháveis quando o resultado de dietas, reeducação alimentar e exercícios não apresentam a solução desejada ou ainda em casos que o paciente possa apresentar um alto risco de doenças devido ao colesterol elevado.

Todos os medicamentos para emagrecer devem ser recomendados por um profissional da saúde, normalmente, endocrinologistas. A indicação da maioria dos endócrinos é a utilização quando o paciente possui um IMC (Índice de Massa Corporal) superior a 25, no qual já se encontra uma pré-obesidade. Há ainda aqueles que só indicam um tratamento com medicamentos para emagrecer caso o paciente já se encontre na linha da obesidade.


Ajude a melhor ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply