O que é silimarina? Para que serve, indicações, cuidados e mais.

A silimarina, que também é conhecida como Cardo de Leite ou Cardo Mariano, é um suplemento feito com erva floral de mesmo nome, bastante comum em países do mediterrâneo.

Tal erva possui efeito medicinal e é extremamente nutritiva, sendo amplamente utilizada para tratar problemas de saúde associados ao fígado, sempre de forma natural e segura.

Principais indicações da silimarina

O que é silimarina? Para que serve, indicações, cuidados e mais.

  1. Tratamento de doenças do fígado, como cirrose, icterícia, lesões e inflamação hepática;
  2. Doenças que acometem a vesícula biliar;
  3. Melhora de distúrbios digestivos, especialmente daqueles causados pelo mau funcionamento do fígado;
  4. Prevenção de doenças cardíacas;
  5. Melhoria dos índices de colesterol no sangue;
  6. Amenização de sintomas proporcionados pela diabetes tipo 2.

Como funciona a silimarina

A Silimarina auxilia na regeneração dos hepatócitos (células do fígado), diminuindo seu estresse oxidativo. Por isso, acelera a cura de doenças hepáticas, sendo possível atingir resultados em menor prazo e naturalmente.

Além disso, o suplemento desempenha a função de desintoxicante, eliminando impurezas que estejam no fígado, de modo a contribuir para o bom funcionamento do órgão.

E não é só isso: o produto atua como um antioxidante. Na prática, isso significa que a Silimarina é capaz de fortalecer o sistema imunológico, evitando o surgimento de outras doenças, além de prevenir o envelhecimento e enfraquecimento das células.

Ademais, o suplemento minimiza contrações musculares, uma vez que tem efeito antiespasmódico, contribuindo, paralelamente, para minimizar dores físicas, sobretudo as de cabeça.

A silimarina também colabora para evitar doenças do coração, melhorar a taxa de colesterol no organismo e aliviar eventuais sintomas associados a diabetes tipo 2.

Como tomar silimarina (posologia)

Existem duas formas de fazer uso da silimarina: via cápsula ou chá. Caso opte pela primeira opção, recomenda-se o consumo de uma cápsula por dia, preferencialmente depois do almoço.

Se escolher tomar o chá feito com extrato de silimarina, indica-se o consumo de três xícaras da bebida morna, uma de manhã, outra de tarde e a última de noite.

Um detalhe importante é que essa é uma dosagem diária geral recomendada. Pode ser que o médico indique uma personalizada, de acordo com o caso do paciente, para garantir resultados rapidamente e de forma assertiva.

Outro ponto que deve ser levantado e reforçado é que o ideal é fazer o consumo do suplemento somente se indicado por um profissional. Desta forma, é possível garantir que o fitoterápico é a melhor alternativa de tratamento para o problema de saúde do paciente, levando à cura e não ao progresso da doença.

Em quanto tempo faz efeito

O organismo de cada pessoa reage de modo diferente ao suplemento. Mas, de maneira geral, é possível notar uma evolução na saúde na primeira semana de uso do fitoterápico.

A melhoria total da saúde, com resultados mais substanciais, ocorre com a administração diária da Silimarina por um mês, no mínimo, ou de acordo com o período recomendado pelo médico.

Contraindicações Silimarina

O que é silimarina? Para que serve, indicações, cuidados e mais.

O suplemento Silimarina é natural, o que faz com que seja melhor aceito pelo organismo, no entanto ele não é indicado para qualquer pessoa. Há contraindicações específicas, como:

  1. Pessoas com alergia a Silimarina;
  2. Grávidas e mulheres em fase de amamentação;
  3. Pacientes diagnosticados com hipertensão;
  4. Crianças, principalmente as menores de 12 anos.

Existe, também, um grupo de pessoas que só pode fazer uso do fitoterápico se for indicado e acompanhado por um profissional, como um médico ou nutricionista, especificamente.

Nesse grupo estão pessoas diagnosticadas com doenças renais, gastrite ou úlcera, assim como as hipertensas. Em casos assim, o risco de sofrer efeitos colaterais é maior, daí a importância de ter um acompanhamento de um especialista durante o consumo.

Possíveis efeitos colaterais da Silimarina

Embora seja um suplemento natural, a Silimarina pode provocar efeitos colaterais, principalmente se o organismo da pessoa for mais sensível ou se houver uma superdosagem, isto é, o consumo diário for superior ao indicado pelo médico ou fabricante do produto.

São várias as reações adversas que o suplemento pode gerar, sobretudo nos primeiros dias de utilização, quando o organismo está se ajustando ao fitoterápico. Entre as principais/mais recorrentes, estão:

  1. Diarreia;
  2. Flatulência;
  3. Irritação no estômago e intestino;
  4. Náusea;
  5. Inchaço no abdômen;
  6. Aumento da secreção da bile, que é responsável pela digestão de gordura.

Ajude a melhor ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply