Sinusite: o que é, qual a causa, cuidados necessários e muito mais

Doença que acomete por ano, aproximadamente, 30 milhões de brasileiros de todas as idades, a sinusite é uma inflamação dos seios nasais, com sintomas que podem se manifestar isolada ou conjuntamente.

Os motivos mais comuns que a ocasionam são infecções (como a gripe ou outras que prejudicam a imunidade), alergias (poluição, cigarro, poeira e outros), doenças alérgicas (como rinite e asma), condição climática adversa ou algum tipo de alteração estrutural no nariz (como desvio de septo ou fratura de algum osso que obstrua a respiração).

O que é a sinusite?

Sinusite: o que é, qual a causa, cuidados necessários e muito mais.

A tão conhecida sinusite, nada mais é do que a inflamação das cavidades ósseas próximas ao aparelho nasal, ou seja, as partes popularmente chamadas de “maçãs” do rosto e, também, logo acima do nariz, na região próxima às sobrancelhas.

Causas da doença

São inúmeros os fatores que podem causar a sinusite, a começar por alergias, infecções que podem ser originadas por fungos, bactérias, vírus ou, até mesmo, alterações na estrutura facial do indivíduo, como no caso de pessoas que apresentem desvio de septo nasal, ou também, pessoas que apresentem certa obstrução das vias nasais em função de algum osso facial fraturado.

Cabe lembrar, também, que aquelas pessoas que apresentam quadro de doenças respiratórias, como bronquite ou asma, estarão mais propensas a terem sinusite. O mesmo ocorre com os fumantes, pois o uso do tabaco deixa-os mais suscetíveis a desenvolverem esta doença.

Existem diferentes tipos de sinusite: unilateral, quando afeta apenas seios nasais e um lado da face; bilateral, afetando ambos os lados da face; aguda, na qual os sintomas ficam presentes por período inferior a um mês; crônica, quando a inflamação nos seios nasais segue por mais de quatro semanas e, em alguns casos, é necessário passar por cirurgia.

Diagnóstico da doença

Sinusite: o que é, qual a causa, cuidados necessários e muito mais.

A sinusite pode ser detectada facilmente por um otorrinolaringologista, sendo, a partir do diagnóstico, tratada como sendo um quadro de sinusite aguda ou crônica.

Em ambos os casos, os sintomas serão basicamente os mesmos, começando sempre pela secreção nasal associada a um ou mais sintomas mencionados a seguir, sendo eles:

  • Diminuição ou perda total da sensibilidade olfativa;
  • Dores ou sensação de pressão na região da face;
  • Tosses que, normalmente, pioram durante à noite;
  • Inflamação na garganta;
  • Dores de ouvido;
  • Dores na parte superior do maxilar ou, até mesmo, dos dentes;
  • Sensação de cansaço exagerado;
  • Náuseas.

Sinusite crônica VS sinusite aguda

A única diferença entre a sinusite aguda e a sinusite crônica é a questão do tempo de duração dos sintomas, sendo considerada aguda quando os sintomas permanecerem por, no máximo, 12 semanas e crônica quando estes sintomas perdurarem além deste período – o que, obviamente, também poderá causar um pouco mais de cansaço, justamente ocasionado pela fadiga proveniente da manifestação continuada destes sintomas por um período maior.

Tratamento indicado

O tratamento pode ser desde a inalação de soluções compostas por água e sal, até a utilização de sprays nasais, para inalação de corticoides, como beclometasona, triamcinolona, budesonida, entre outros. Além dos corticoides nasais, podem ser indicados corticoides orais ou injetáveis, dependendo de cada caso.

Os descongestionantes também podem ser indicados, podendo ser ministrados na forma de comprimidos, líquidos ou sprays nasais.

Em caso de sinusites causadas por infecções bacterianas, o médico deverá recomendar a utilização de antibióticos e, em casos extremos, nos quais a sinusite resista a todos os tratamentos, poderá ser indicada a cirurgia, em que o médico fará um procedimento para verificar o que está causando a obstrução nasal e, em seguida, realizará a remoção ou raspagem do tecido causador desta obstrução.

A partir do momento que se é diagnosticada a doença, indica-se realizar a desobstrução nasal com medicamentos ou soro fisiológico morno, para tentar pôr fim ao processo infeccioso/inflamatório. Para quem sofre de problemas respiratórios, recomenda-se tratamento simultâneo, para não haver agravamento de nenhuma das situações.

Há diversos medicamentos e antibióticos no mercado indicados para tratamento da sinusite, com as mais variadas fórmulas. Os mais comuns receitados pelos médicos são à base de amoxicilina, azitromicina e paracetamol. Mas, vale o alerta: em nenhuma hipótese é recomendado automedicamento antes de consultado um especialista. Além disso, a partir do momento que estiver com o remédio em mãos, outra dica é ler atentamente a bula. Se os sintomas persistirem, o médico deve ser novamente consultado.

Existem também receitas caseiras que podem aliviar os sintomas e estas são as mais diversas. Solução salina (mistura de uma colher de sal para um litro de água), para ser inalada ou pingada no nariz, suco de espinafre com hortelão, xarope de eucalipto e outros são alguns dos métodos feitos em casa.

Por fim, é sempre importante lembrar que conteúdos como este servem para esclarecer possíveis dúvidas e ressaltar a importância de cuidar da sua saúde, entretanto, é totalmente desaconselhável a utilização de qualquer tipo de remédio ou tratamento sem um acompanhamento médico.

Prevenção da doença

Sinusite: o que é, qual a causa, cuidados necessários e muito mais.

Se você é daquelas pessoas mais assustadas e com medo de ir ao médico, cabe lembrar aquele velho ditado que diz que é sempre melhor prevenir do que remediar. Dessa forma, você pode diminuir consideravelmente as chances de ter esta doença se:

  • Praticar exercícios físicos regularmente;
  • Não fumar;
  • Evitar exposição demasiada a ambientes com ar condicionado;
  • Beber bastante água;
  • Evitar ficar exposto a fatores que desencadeiem alguma alergia (como poeira e produtos químicos com fortes odores);
  • Utilizar roupas condizentes com a temperatura, evitando resfriados por estar mal agasalhado.

Sintomas mais comuns da sinusite

Os sintomas que podem indicar a sinusite são:

  • Dor de cabeça (sobretudo na região frontal);
  • Dor nos olhos (com possibilidade de lacrimação);
  • Dor de ouvido;
  • Dificuldade para respirar (nariz entupido);
  • Coriza;
  • Espirros;
  • Garganta inflamada;
  • Mau hálito;
  • Reduções ou perdas do olfato e paladar;
  • Tosse (que pode piorar durante à noite);
  • Febre acima dos 38ºC;
  • Fadiga;
  • Irritabilidade;
  • Náusea.

Muitos destes sintomas, no entanto, podem ser confundidos com os de outras alergias. Desta maneira, além de buscar um pronto atendimento de médico ou farmacêutico, indica-se ficar atento à duração ou ao período pelo qual o problema permanecer manifestado.

E, caso o fenômeno prossiga por, pelo menos, sete dias, aconselha-se procurar um otorrinolaringologista. As maneiras de diagnosticar são por meio de endoscopia nasal, tomografia computadorizada, colheita de secreções nasais ou teste de alergia.


Ajude a melhor ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply